Literatura estrangeira

É inevitável que alguns livros americanos ou britânicos demorem a ser traduzidos e publicados por editoras brasileiras ou, em alguns casos, nem venham a ser. Por conta disso, algumas pessoas optam por ler a versão original do livro ou mesmo por interesse em treinar o inglês. Entretanto, algumas pessoas não tem tanto conhecimento gramatical e/ou vocabulário, e se você for uma delas, essa coluna é para você.
Se é sua primeira leitura em outro idioma, primeiro ponha na cabeça que não será tão rápido e fácil, e que, para ler um capítulo, por exemplo, você poderá demorar horas. Mas não se assuste, o fim será recompensador. Na internet há muitas formas e técnicas, e a mais fácil e útil tem apenas três passos. Primeiramente, você sai em busca de imagens, títulos e subtítulos que lhe informem qual o assunto abordado, técnica essa chamada skimming (que significa desnatar, tirar a parte superficial do texto, como se fosse a nata do leite), mas como a maioria dos livros não possui imagens, talvez este não seja tão útil em leituras casuais e sirva mais para textos de vestibulares e ENEM. Depois, atente para algumas palavras parecidas com o português e/ou que você saiba o significado, o scanning (exploração). E, após seguir todos esses passos, faça uma leitura geral do parágrafo, página ou capítulo, o que for melhor para você, dessa vez levando em conta o contexto. Inicialmente, não é tão importante a leitura nas palavras do autor. Às vezes, uma ou duas palavras desconhecidas surgirão e você poderá inferir seu significado de acordo com o todo. É de suma importância também que o livro o qual irá ler tenha um vocabulário um tanto simples. Tente não escolher livros que exijam um conhecimento mais elevado/específico ou com um alto grau de detalhamento, como Senhor dos Anéis. Depois do primeiro livro, será perceptível uma grande mudança no vocabulário e até mesmo em sua fluência na hora de falar!
Se essa coluna ajudou-lhe de alguma forma, avalie nos comentários!




Autora: Leny Souza
Editora: Independente
Ano:  2017
Número de páginas: 123
Nota: ✫✫✫
Resenhista: Ariela Oliveira


Sinopse: Depois de três anos de casamento, o rico e bem sucedido empresário Daniel Cross decide se separar de Melanie Dwitt, uma mulher teimosa, mandona e respondona.
     Vendo que o casamento ia por água abaixo Daniel quer pôr um fim nele, mas Melanie é contra a separação e, para convencer o marido ela usará as mais belas armas para seduzi-lo, começando por usar fantasias chegando a saltar um muro para pedir desculpas por seus atos.
     Será que este casamento realmente chegará ao fim?
     Quem acabará indo atrás de quem nessa história?


"por que só nos damos conta do que é importante na nossa vida quando perdemos?"



Resenha: No livro “Minha quase ex” conhecemos o casal Daniel Cross e Melanie Dwitt. Eles estão casados há três anos, mas percebem que mal se conhecem e que o casamento deles já não é um mar de rosas, começam os conflitos e Daniel vê o divórcio como a solução para os problemas entre os dois.
            Daniel é presidente de uma grande empresa e acaba colocando o trabalho em primeiro lugar na sua lista de prioridades. Seu cargo é cobiçado por Rodrigo e os dois mantêm uma rixa dentro da empresa. Ao se preocupar tanto com o trabalho ele acaba negligenciando seu casamento.
            Melanie ama Daniel e não aceita que seu casamento acabe. Ela tenta de várias formas reconquistar o marido e o surpreende com fantasias e faz loucuras para pedir perdão e provar seu amor. O único problema é que ela é bastante desastrada e algumas de suas tentativas de reconciliação acabam dando errado.
            Tenho que admitir que no começo do livro não gostei nenhum pouco do Daniel. A esposa não media esforços para agradá-lo e tudo que ele fazia era ficar bravo com ela e virar as costas para tudo que ela fazia. A mudança dele no decorrer do livro é incrível e no final fiquei feliz com o resultado.
            Os personagens secundários são cativantes, por exemplo, Shelly a melhor amiga de Melanie. As duas são muito unidas e sempre querem o melhor uma para a outra. Shelly acaba sendo o porto seguro de Mel quando seu casamento não está indo bem.
            O livro é narrado em primeira pessoa e os capítulos são os relatos de Melanie e Daniel. É um livro curto, pode ser lido em um dia. A curiosidade para descobrir o desfecho da história acaba sendo um grande motivador na hora da leitura.
             Esse livro trata de assuntos importantes e nos traz grandes lições, por exemplo, a importância de cuidar daquela pessoa especial e me vem à mente aquela famosa frase: “você deve dar valor pra não perder ao invés de esperar perder pra aprender a dar valor.”





Escritores: Carlos Dorneles & Evandra Bonato
Editora: Fragmentos
Nº de paginas: 128
Resenhista: Raiany Souza
Sinopse: Dezessete anos atrás naquela noite os ventos sussurravam fortemente, a dor de perder e a alegria de ganhar uma vida nova, confundiram os sentimentos de Constantina.
Sofia Fontini é uma jovem de 17 anos, criada pelos seus pais adotivos Sandra e Maurício Fontini. Sofia está no último ano do ensino médio e junto com os melhores amigos Benjamin e Camilla. Ela tem um gato misterioso chamado Chico. Durante suas férias de final de ano ela enfrenta situações sobrenaturais, que há colocam em perigo, revelando o seu verdadeiro eu. SOFIA GAIATH! Descobrindo assim que é uma bruxa e a origem da sua verdadeira família, o clã Gaiath do elemento TERRA, um dos quatro clãs mais poderosos do mundo.
Histórias do passado viram à tona, Katerine uma prima quer fazer vingança e terá um terrível aliado ao seu lado um deus caído que quer voltar ao mundo, algo que Sofia nunca pensou em enfrentar que vai obriga-la a chegar ao seu limite extremo, usando todo seu potencial mágico.
O avô de Benjamin, o Sr. Bartolomeu era uma pessoa muito mais sábia do que eles imaginavam e guardião de grandes segredos. Um dos grandes mistérios são as caixas com os seguintes enigmas:CURA; LAÇOS; COMETA; ELEMENTOS; CONHECIMENTO. O que será que cada uma representa? O que está relacionado não só a seu neto, mas também a suas amigas?
O que o destino os aguarda? Qual o mistério de Chico?
Sofia está predestinada a grandes feitos, porém isso colocará não só sua vida como as dos seus amigos em perigo.
”Eles estão vindo!”

  

Resenha: 
Uma história sobre magia, deuses, um sótão misterioso e um sacrifício por amor. Onde tudo era apenas normal, a vida decide transformar em místico o mundo de 3 melhores amigos: Sofia Fontini, Benjamin Drummond e Camila Devero.

 O livro gira em torno de Sofia, uma jovem garota adotada por um médico e uma jornalista. Apesar de não ter laços biológicos, a família é super unida e amorosa.
 Uma série de eventos acontecem com Sofia -incluindo um ataque misterioso e vozes na sua cabeça -, que a leva a buscar informações sobre seu passado.
 No primeiro capítulo já sabemos a origem da garota. Ela é uma bruxa de um clã do elemento terra ja extinto, os Gaiath. Sua mãe morre no parto e sua avó deu sua vida para a proteção da pequena Sofia. Constantina -sua avó- a entregou para a família Fontini, pois sabia que com eles, ela ficaria segura. Mas é claro, a protagonista descobre essa história no decorrer do livro. 
 No capítulo 9 descobrimos como essas bruxas, oriundas da África, chegaram ao Brasil e qual a relação delas com nossos índios e deuses. 
 Eu vou começar com os pontos negativos do livro: a escrita imatura. Em uma obra, a parte essencial é a narração -os pensamentos que você atribui à um personagem, a descrição de uma cena de luta ou os detalhes de um lugar ou pessoa. Desenvolver uma boa narração não é fácil, e nesse livro ele me pareceu incompleta, principalmente no começo. Nas falas, algumas ficaram falsas, robóticas, metódicas, como quiser definir algo não espontâneo. Por isso minha cena favorita no livro foi a luta contra a boneca demoníaca na casa do Ben, por que lá as personagens adquiriram espontaneidade no calor do momento (e foi muito engraçado, admito que fiquei com a barriga doendo de tanto rir da Camila dizendo que vai descer o pau na boneca kkkkk).
 Outro ponto negativo, com elogio: A história é incrível! É digna de série. Envolve bruxas, e deuses da mitologia brasileira, vampiros, bonecas assassinas... Apesar disso, ela não foi bem manuseada, o que me deixou triste pois os elementos presentes na obra são incríveis. 
 Eu quero começar elogiando a criatividade dos dois autores. Não é por que dei a opinião acima que eu não gostei do livro. Confesso que no início protelei a leitura, mas após a cena de luta na casa de Ben, consegui ler sem parar nenhuma vez.
 Estou curiosa sobre o que vai acontecer. Espero, de coração, que os autores vejam o conteúdo que tem nas mãos e trabalhem mais na obra. Quero saber o destino da Camila e sua maldição e do Ben e seu sótão misterioso! Quero o Chico na forma humana e a Sofia super poderosa manjando das magias! 
 Sofia Fontini, a bruxa, o sótão e o sacrifício é uma leitura de uma tarde. É leve e engraçada que qualquer um pode ler e se interessar pela história. 


Obrigada pela visita!





Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Número de páginas: 208
Nota: ✩✩✩✩✩
Resenhista:  Ariela Oliveira


Sinopse: O livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.”

Resenha: August Pullman é um garoto de dez anos de idade que mora com os pais Isabel e Nate, com sua irmã Olívia, mais conhecida como Via e sua fiel cachorrinha Daisy. Auggie nasceu com uma síndrome rara que provoca deformação facial e nunca freqüentou a escola até então. Com apenas dez anos ele já havia sido submetido a vinte e sete cirurgias e por esse motivo suas aulas aconteciam em casa e eram ministradas por sua mãe, até que Isabel decide que é hora de Auggie freqüentar aulas em uma escola como as outras crianças.
  
   Iniciamos a história conhecendo Auggie e seus anseios e medos a respeito da Beecher Prep, escola onde irá estudar. Ele se sente um garoto normal com sonhos e desejos como qualquer outro, porém, sabe que será difícil lidar com as outras crianças na escola, pois já passou por situações difíceis de preconceito apesar da pouca idade.


“Já estive em parquinhos suficientes para saber que as crianças podem ser cruéis.”

            Auggie é um menino doce, sensível, engraçado, muito inteligente e fã de carteirinha de Star Wars. Ele tem uma relação ótima com seus pais e sua irmã. Isabel e Nate se mostram pais superprotetores no início da história, indecisos se é uma boa ideia mandar Auggie para escola e preocupados com a forma como ele será tratado, mas isso mostra o quanto eles o amam e temos provas disso no decorrer do livro.

“- Eu é que agradeço, Auggie – respondeu ela.- Pelo quê?- Por tudo o que nos deu. Por entrar nas nossas vidas. Por ser você. [...] Você é mesmo extraordinário, Auggie. Você é extraordinário.”

        Via constantemente cuidou do irmão mais novo e ficou sempre ao seu lado, abdicando de algumas coisas pelo bem estar de Auggie. Ela está na adolescência, passando por mudanças e dificuldades e o trecho da história narrado por ela foi um dos que mais gostei.

“Eu vi August depois das cirurgias: seu rostinho inchado e enfaixado, seu corpinho cheio de cateteres e tubos para mantê-lo vivo. Depois que você vê alguém passando por isso, parece loucura reclamar por não ter ganhado o brinquedo que pediu ou porque sua mãe perdeu a peça da escola.”

O livro é narrado em primeira pessoa e dividido em oito partes. Em três partes temos a visão de August, nas outras, temos relatos de pessoas que convivem com ele, Via; Summer e Jack seus melhores amigos; Justin, namorado de Via e Miranda melhor amiga de Via e de Auggie desde a infância. Todos esses personagens são muito bem construídos e a autora conseguiu “dar voz” a cada um deles. Todos os narradores são diferentes entre si, realmente conseguimos captar os sentimentos de cada um pela forma como descrevem os fatos. Essa divisão do livro com mais de um narrador-personagem torna a leitura rápida e instigante.
            “Extraordinário” é um livro que veio para quebrar preconceitos. Ele trata de superação e aceitação. Podemos trazer esse ensinamento de “aceitação” para a vida real, muitas pessoas magras, gordas, tímidas, entre outros não se aceitam da forma que são e muitas vezes sofrem preconceitos como August sofreu, um personagem como ele serve para nos mostrar como devemos manter o bom humor, o otimismo e sempre seguir em frente apesar de todas as dificuldades.

“Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo. – Auggie.”



Foto por Ruth Ristow

Título original: The Probability of Miracles
Autor: Wendy Wunder
Resenha por Ruth Ristow
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Nota: 4/5

Sinopse:

Campbell tem 17 anos. Ela não acredita em Deus. Muito menos em milagres Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos. Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber. Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres? “A Menina que não Acredita em Milagres” vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.

Resenha:

O livro conta a história de Cam. Uma menina de 17 anos, que a alguns anos luta contra um câncer tido como terminal. Ela sabe que não chegará aos 18 anos, não acredita em Deus, e muito menos em milagres.
Ela conheceu sua melhor amiga Lily em um acampamento para pessoas com câncer, e mesmo morando longe elas se tornaram muito próximas e fizeram uma lista de coisas para fazer antes de morrer, que elas chamaram de “a lista do flamingo”.
Na esperança de ver a filha curada, Alicia, a mãe de Cam, fica sabendo sobre uma cidade chamada Promisse, onde, segundo comentários de muitos, é um local onde milagres acontecem. Cam fica bem relutante a ir, afinal ela não acredita em nada daquilo, mas para satisfazer a mãe e a irmã mais nova, ela vai com elas em uma viagem de carro até lá.
Antes de chegar, elas passam pela cidade onde Lily, amiga de Cam mora. Lily está otimista, e está gostando de um menino, que Cam logo de cara não gostou, e elas discutem feio.
Depois de se perderem, e quase desistirem, elas finalmente chegam a Promisse, onde Cam conhece Asher, um garoto local, com uma história de vida que deixa Cam bem curiosa, e ela, mesmo relutando muito, acaba encontrando o amor ao lado de Asher.
Muitas coisas acontecem no decorrer da história, que, pra alguns pode parecer só mais uma história, mas é intrigante e que te faz pensar em quais são os verdadeiros milagres, faz pensar que muitas vezes só de estarmos vivos já é um milagre, te faz perceber que podem existir pequenos milagres nas nossas vidas a cada dia, e muitas vezes estamos tão perdidos em nossos problemas que não conseguimos nem se quer enxergá-los.
É uma leitura fácil, rápida, divertida. Uma junção linda de sentimentos e um livro muito bem escrito.
Faça você também a sua lista do flamingo, e aproveite a vida, porque talvez um dia seja tarde demais pra dar valor.


Ruth Ristow


Sinopse

Mia Black perdeu tudo que tinha, agora morando na rua ela faz de tudo para sobreviver, seus sonhos foram despedaçados, sua vida foi se desmoronando até que nada lhe sobrasse, apenas a dignidade. Ela sabe quais são os seus limites e até onde pode ir para viver. Perdida em um mundo onde só sobrevive quem for mais forte, Mia aprende que a confiança é a única coisa que pode ter e que quando você realmente confia em alguém, esse alguém pode ser seu porto seguro. Mas o que é preciso passar para poder confiar?

Connor Willians é um homem frio que não mede esforços para conseguir o que quer e também não tem pena de nada, nem de ninguém, e para ele é: se você quer algo corra atrás, senão morra de fome, até que tudo o que ele acreditava se perder em uma simples e bela moradora de rua.

Resenha


A vida é como uma montanha russa, e o destino sempre prega peças na gente, um dia temos tudo, e no outro não temos nada. Esta é a vida de Mia, uma garota qualquer, que morava em uma casa com seus pais, fazia faculdade e estava feliz, mas às vezes a felicidade dura pouco e em um piscar de olhos, Mia ganhou uma rasteira da vida e ficou sem nada, sem nada mesmo e agora, era apenas uma das muitas pessoas que ficam na rua, procurando pelo amanhã, lutando para viver mais um dia e sem certeza de nada. Mal sabia ela, que a montanha russa da vida preparava uma subida em grande estilo – ou nem tanto assim – Mia conhece Connor, um cara com uma bela aparência, porém uma personalidade forte, compulsivo, frio e calculista, que faz de tudo para não ser o cara que era há cinco anos atrás, tanto Mia, como Connor, não faziam ideia de como suas vidas iam virar do avesso, a garota que não tinha nada, agora tinha uma casa, um emprego e poderia se reerguer, e ele, um cara que não se permitia amar, se prendendo a fantasmas do passado, poderia finalmente deixar seu coração livre novamente, quando se conheceram, mal sabiam que seriam sua salvação.

Lysa meu bem, o que foi esse livro? Cada palavra escrita nele me fez ter um ataque cardíaco, não sei nem como estou escrevendo isso agora. E o melhor, toda essa historia me deixou com gostinho de quero mais, a narração é boa, muitas das vezes eu me confundi com a troca de personagens, mas quem nunca não é? Algumas pequenas críticas, romantizar abuso e agressão, eu acho errado, porém todas as vezes a protagonista demonstrou que não ficaria calada, como qualquer mulher faria não é mesmo? A construção psicológica dos personagens ficou um pouco confusa, muitas vezes eu lia a visão de um, mas parecia outro, fora o caso da Olivia de ser uma psicopata maluca, o livro em si é fantástico e eu leria novamente, passaria por toda a dor e a risada, por cada momento em que eu quis matar alguém, foi um livro que por Deus, se eu não tivesse me obrigado a parar, terminaria em um dia, no máximo dois, mas terminei em três ou quatro, não me lembro. Enfim, a narração, por mais que esteja realmente boa, faltou um pouco de detalhes, acho que daria uma ideia melhor de como tudo era, não só as coisas físicas mas o sentimentalismo também.


Resenhista: Kaah
Nota: 5/5
Autora: Lysa Moura (clique no nome da autora para comprar o ebook)
Número de Páginas: 420
Editora: Sonho de Livro (clique para saber mais)




Autora: Silvana Coelho
Editora: Independente 

N° de páginas: 136

Ano: 2017
Nota:


Sinopse: A maioria das mulheres deseja encontrar alguém especial e construir um relacionamento pleno e gratificante.
Mas e se esse encontro significar abrir mão de si mesma, sua identidade, sua autoestima e seus sonhos?
Este livro traça perfis de homens que se apresentam como companheiros ideais. O tempo, porém, traz à tona uma realidade bem diferente…
Aprenda a identificar esses perfis para não cair em armadilhas em nome do amor.
Afinal, ficar sozinha ou mal acompanhada é uma escolha sua!
Você decide!

  

Resenha: Bom, quero começar dizendo que todos nós  (mulheres e homens) deveríamos ter consciência de nossos relacionamentos. Se estes são abusivos, se são superficiais, ou corrosivos para todos ao redor. Conhecer antes de namorar é essencial! Muitos casos de amor ja foram destruídos por uma relação prematura. 
 Silvana Coelho nos traz um "guia" de relacionamentos. O livro foi escrito voltado para o público feminino, em geral, mas os homens também podem ler e ter uma boa ideia de o que não fazer em um relacionamento. 
 Nesse pequeno "guia", aprendemos grandes detalhes através de histórias vividas ou confidenciadas à autora. Histórias sobre relações fajutas onde há a falta de conhecimento de um sobre o outro, ou de si próprio. A grande questão do livro: O amor próprio, ou melhor, a falta dele.
 A autora nos apresenta homens mentirosos, que não dominam a própria vida, oportunistas e pegajosos. Não que ela queira prejudicar a imagem masculina, creio que suas intenções foram as melhores dando exemplos claros do que acontece todos os dias com o público feminino. 

"Não acredito que alguém  possa morrer de amor, mas talvez pela ausência do mesmo"

 A escritora incentiva pensar antes de agir, conhecer antes de dar um passo maior que a perna, e acima de tudo, se amar antes de amar alguém. Acredito que essa foi uma das maiores mensagens que retirei da leitura. Não é possível estar feliz se estiver pela metade. E não é como se alguém fosse completar essa metade que falta. Seja completo por si só, e depois procure alguém que te transborde.


"... muitas vezes permanecemos em relacionamentos insatisfatórios porque morremos de medo de não ter um coração preenchido.  É quando a necessidade de sentir, pensar, desejar, estar com alguém é maior que a necessidade de ser feliz, ainda que seja só."

 Ser feliz sozinha ou com alguém é escolha sua. Mas escolhas sempre tem consequências, então analise antes de faze-las. Afinal, sozinha ou mal acompanhada... você decide!

↜ Obrigada pela visita! ↝





Autora: Bianca Gulim
Editora: Independente
Ano:  2016
Número de páginas: 283
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Resenhista: Ariela Oliveira


Sinopse: Em um mundo distópico, no ano 2323, após ser quase dizimada por um vírus mortal e pela guerra, a raça humana tenta se reestruturar. Com poucos recursos disponíveis, a humanidade encontra-se dividida em grupos que vivem de acordo com regras impostas por seus líderes.
     Celine cresceu nesse ambiente hostil e se tornou líder dos guerreiros de seu povo após a morte de seus pais. Seu grupo se envolve em diversos conflitos e a jovem precisa tomar as decisões que julga corretas para garantir a sobrevivência de seu povo, enquanto se envolve num forte romance, do qual tenta se manter afastada.
     Aos poucos, ela descobre mais sobre as pessoas que a cercam e percebe que, quando se trata de lutar pela própria vida, poucos são previsíveis. Só os mais fortes sobrevivem, e os mais fortes normalmente são os mais cruéis. Nesse ambiente, o mais difícil é saber quem realmente está ao seu lado e quem é um traidor.
     Será Celine capaz de manter sua benevolência frente à tanta violência que a rodeia? Seu coração terá espaço para a paixão, cercado de tanto ódio?
     Prepare-se para muita adrenalina e romance nesse primeiro livro da trilogia 2323. Você vai perder o fôlego!


Resenha: No ano de 2222 um vírus letal se espalha pelos países. A morte acontece setenta e duas horas após a infecção.  Guerras acontecem e associadas à morte pela doença reduzem drasticamente a população da Terra. Os que restam tentam sobreviver e recomeçar a vida em meio ao caos.
      Já em 2323 a sociedade se reestrutura em forma de grupos que dominam determinados territórios. Cada grupo tem seus próprios líderes, guerreiros, ideais e leis. A população está dividida entre aligortes, povo da areia, fortaleza e o povo de Celine, a protagonista.
            Celine é líder dos guerreiros enquanto seu irmão Julio mantém a paz e a segurança de sua comunidade. Os dois irmãos tiveram que aprender desde muito cedo a se cuidarem sozinhos, ficaram órfãos e precisaram tomar decisões no lugar do antigo líder, o pai deles. Celine tem apenas dezenove anos e se vê com a responsabilidade de tomar atitudes que influenciam o bem-estar e a segurança de todos ao seu redor.

“Sinto um calafrio percorrer meu corpo ao lembrar que a vida de tantas pessoas está em minhas mãos. O que eu decidir traçará o futuro delas.”

            Julio decide ir até a fortaleza esclarecer que seu povo não iniciou uma guerra, mas fez uma aliança com os aligortes a fim de se protegerem do povo da areia. A fortaleza é o grupo mais desenvolvido (mas não tão confiável). Tenta promover a paz entre os demais grupos e possui tecnologias e armas avançadas quando comparado aos outros que fazem uso de ossos e dentes de animais para fabricação de flechas e facas por exemplo. Celine fica preocupada com a demora de seu irmão para voltar e percebe que Jafar, líder dos aligortes tem algum plano em mente e decide agir, já que isso envolve a segurança de seu povo.

“A fortaleza é engraçada. Diz repudiar a guerra, a violência. É a favor da paz, da harmonia entre os povos. Mas o que fazem os de lá quando alguém coloca em risco nossa paz? Matam! É uma ótima forma de repudiar a violência, punindo os infratores com a morte.”

            A história é narrada em primeira pessoa e descobrimos os fatos a partir da vida e recordações de Celine. Apesar da pouca idade ela já passou por muitas dificuldades e isso influenciou fortemente sua personalidade. Constantemente ela tem pesadelos com cenas da sua lembrança e conseguimos notar como a protagonista se sente pressionada por conta do peso das responsabilidades que ela carrega.

“Quanto mais eu aguento? Quanto mais eu preciso sofrer para desistir? As feridas não cicatrizam enquanto os cortes não param de sangrar. Meu coração é um corte aberto que não se fecha jamais.”

            É um livro com muitas cenas de ação e também romance. Algumas cenas românticas tenho que admitir que para mim foram difíceis de ler. Deixe-me explicar melhor. Celine vive um triângulo amoroso e se vê dividida entre Max, um guerreiro que viveu anos na fortaleza e Luke, fugitivo do povo da areia que salvou a sua vida. Eu estava torcendo para que Celine escolhesse ficar com o personagem que me cativou desde sua primeira aparição, mas ela escolheu o outro e fiquei um pouco decepcionada. (Estou torcendo para que ela ainda mude de ideia 😅) Tem cenas bem quentes no romance entre os personagens então a leitura não é recomendada para menores.

            Bianca Gulim consegue prender o leitor com “Sobreviventes do caos”. No fim do livro um acontecimento promove uma reviravolta e nos faz querer desesperadamente algumas respostas. Esse é o primeiro livro de uma trilogia e admito que já estou ansiosa para ler a continuação.



Hoje esse post será um pouco diferente, vou responder a “TAG Skoob”.
Vi essa tag no blog Quanto mais livros melhor da Priscila Tavares e me encantei!           Uso o Skoob a uns dois anos e gosto muito. Pra quem ainda não conhece essa rede social vou explicar um pouco. Funciona como uma estante virtual para leitores, você pode acrescentar os livros que tem, os que deseja ler e criar uma meta de leitura. Adicionando amigos você pode acompanhar as leituras deles e conhecer novos livros.
Agora, vamos a tag com minhas respostas:

1) Quantos livros você tem na sua aba "lidos" no Skoob?
            No meu Skoob constam 155 livros livros.

2)Qual livro você está lendo?
            Estou lendo Floresta Sombria de Matt Haig.

3)Quantos livros na sua aba "quero ler"?
            Hoje essa lista possui 234 livros e tenho que admitir que tem aumentado bastante ultimamente.. 

4)Você está relendo algum livro? Qual é?
            No momento não estou relendo nenhum livro, mas, pretendo reler Lavínia e a árvore dos tempos e A hospedeira.

5)Quantos livros você já abandonou? Quais são eles?
            Abandonei três livros: O mundo de Sofia, A tentação do impossível e Maus. Quero tentar ler o quadrinho “Maus”, porém os outros dois realmente não me prenderam.

6)Quantas resenhas você tem cadastrada no Skoob?
            Vinte e seis resenhas. A maioria são as frases que mais gostei do livro lido.

7)Quantos livros avaliados você tem na sua lista?
            São 82 livros avaliados e a menor nota foi 2,5.

8)Na aba "favoritos", quantos livros você tem registrado? Cite alguns.
            Adicionei até agora vinte livros ao meus “favoritos”. Dois deles foram adicionados essa semana e são de autores nacionais: Lembranças de uma vida sonhadora do Rafael Martins e Violeta não sabe amar do Lucinei Campos.

9)Quantos livros você tem na aba "Tenho"?
            Atualizei essa lista duas semanas atrás e hoje ela conta com 73 livros.

10)Quantos livros você tem no "desejado"?
            Na aba “desejados” coloquei o box Desventuras em Série e mais três livros: Deus não está morto, Traços e Pseudônimo Mr. Queen.

11)Quantos livros emprestados no momento?
            A última vez que emprestei livros foi no ano passado para uma amiga da faculdade.

12)Você quer trocar algum livro? Quais são?
            No momento não tenho livros para trocas.

13)Na aba "meta" quais são os livros que você tem marcado? Cumpriu essa meta?
            São 37 livros adicionados na minha meta de leitura, não daria para citar todos, vou deixar o link. Já concluí 76% da meta.

14)Qual o número do seu paginômetro? 
            Meu paginômetro está marcando 39.844 páginas.

15)Qual é o link do seu perfil no Skoob?
            Esse é o meu perfil no Skoob: Ariela Oliveira. Podem me enviar convite que vou aceitar com o maior carinho!!

            Vou indicar para responder essa Tag o Clube do Farol 😍

            Me contem, como estão as leituras de vocês?


IT A COISA
STEPHEN KING
ANO  2014
EDITORA:  Suma de Letras
PG 1102
TERROR
NOTA 5/5
  
Sinopse: 

Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

Resenha:


OBRA PRIMA DO MEDO

Em 1958  na pequena cidade em Maine  conhecida como Derry , um grupo de crianças que aos pouco se tornam grandes amigos , aprendem o grande sentido do que e a amizade,confiança e o pior de todos o medo. Era inicio das férias de verão  e será o inicio de um ano inesquecível em que esse grupo de amigos  vão encaram seus piores pesadelos  conhecendo  Pennywise, um palhaço a Coisa.
 A Coisa e um ser maligno que tem apetite por crianças que vem aterrorizando e  deixando rastro de sangue na pequena Derry,
Anos se passaram e em 1985 a coisa retorna na cidade e  Mike  que permaneceu na cidade telefona para seus amigos  que agora adultos terão que retornar a  Derry ,  e cumprir sua promessa que fizeram quando crianças e  enfrentar  seus piores medos .


 






Stephen Edwin King é um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros já venderam quase 400 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países.
Nascimento21 de setembro de 1947 (69 anos), Portland, Maine, EUA